Manchetes

Nosso Parceiro

sábado, 15 de agosto de 2009

O Movimento Litúrgico do século XX

Alguns abusos foram cometidos pelo Movimento Litúrgico. E pérolas foram descobertas e aproveitadas. A própria reforma da Semana Santa por Pio XII e o código de rubricas do Beato João XXIII incorporado no Missal de 1962 (versão em uso para a forma extraordinária do rito romano) foram conseqüências claras e explícitas do Movimento Litúrgico.

Mas, querendo fazer o bem, alguns se excederam e tiveram idéias influenciadas pelo arqueologismo (ou antiquarianismo). A Mediator Dei, de Pio XII, condenou os abusos e ficou com que era bom. Não se pode negar, entretanto, que determinadas idéias arqueologistas estavam presentes na reforma de Paulo VI - o que em nada compromete a sua autoridade nem desmerece o rito dito moderno.

Impossível, contudo, avançar sem falar sobre esse Movimento, que foi importantíssimo para o catolicismo do século XX.

Não posso deixar de citar alguns nomes que dele fizeram parte. Uns foram um tanto exagerados e cometeram sérios equívocos, outros conservadores demais, mas todos quiseram fazer algo para que o povo entendesse melhor o que se celebrava.

D. Prósper Guéranger, OSB
D. Lamber Beauduin, OSB
Pe. Adrian Fortescue
Pe. Romano Guardini
Fr. Pius Parsch, OSA
D. Odo Casel, OSB
Pe.
Gerald Ellard, SJ
Pe. Josef Andreas Jungmann, SJ
Pe. Louis Bouyer
Mons.
Annibale Bugnini, CP
D. Ildefons Herwegen, OSB

Ações do Movimento Litúrgico foram a publicação de vários manuais de rubricas e cerimônias para os padres, a edição de missais bilíngües para que os fiéis acompanhassem a Missa, a autorização que conseguiram da Santa Sé para que os sacramentos, fora da Missa, fossem celebrados em vernáculo (principalmente o Matrimônio), o incentivo à Missa dialogada, a insistência no canto gregoriano (em virtude de certas polifonias que eram muito rebuscadas e demoradas) etc. Todos tentaram recuperar a simplicidade do rito romano, uns mediante reformas que respeitariam o desenvolvimento orgânico (sem mutilar o que foi acrescentado de modo natural ao rito, ao longo dos séculos), outros mutilando-o.

Links:
http://en.wikipedia.org/wiki/Liturgical_Movement
http://www.britannica.com/eb/article-9048559/Liturgical-Movement
http://findarticles.com/p/articles/mi_qa3818/is_200001/ai_n8894854
http://en.wikipedia.org/wiki/Romano_Guardini

blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...