Manchetes

Nosso Parceiro

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Santa Missa em Honra de São Josemaria Escrivá - Frederico Westphalen - RS / 2009

View Comments
No dia 26 de junho, na cripta da Catedral Diocesana, Sua Excelência Dom Antonio Carlos, Bispo de Frederico Westphalen, presidiu a missa em honra de São Josemaria Escrivá de Balagüer, Fundador do Opus Dei.

Contava-se com certo número de fieis na ocasião, tendo-se em vista que em Frederico Westphalen pouco se sabe e se conhece sobre São Josemaria, mas assim, tal dia, com esta missa bem celebrada pelo Bispo, fora ocasião de apostolado e assim de dar a conhecer aos fieis quem foi São Josemaria e suas obras.

(pala utilizada na Santa Missa)

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Fotos da ordenação diaconal em Senhor do Bonfim - BA

View Comments
Fotos da ordenação diaconal na diocese de Senhor do Bonfim - BA, celebrada por D. Francisco Canindé Palhano, Bispo diocesano.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Fotos da Primeira Missa de Pe. D. Gregório, OSB

View Comments






















A Preparação do Ministro do Sacrifício

View Comments
Sendo a missa o sacrifício mais santo, "o sacrifício tremendo" (Con. Trid. de observandis...in Missa) por causa da imolação mística do próprio Filho de Deus, é mister preparar-se o sacerdote para este ato. A preparação remota negativa abrange a imunidade de pecado grave, de censura eclesiástica e de irregularidade. A positiva exige a oração. Em primeiro lugar como meio mais eficaz de nutrir a devoção do celebrante está o ofício litúrgico, matinas e laudes. Deveria ser rara exceção, motivada por ocupação inadiável, o dizer-se a missa sem ter absolvido o breviário.

A preparação próxima deveria incluir a meditação (quanto possível de meia hora). Em todo caso não se omita a preparação contida nos livros litúrgicos. Não haverá outra melhor.

Orações preparatórias acham-se em todas as Liturgias Orientais. A Liturgia Romana não prescreve uma preparação oficial. Nem a que traz o missal é obrigatória. Os seus vestígios remontam ao século IX. Foi inserida no missal por Pio V.

A preparação do missal, que consiste em procurar a fórmula da missa e as orações prescritas (in sacristia...perquirit Missam, perlegit et signacula ordinat, Rit. Cel. 1,1) se faz na sacristia e não no altar. A loção das mãos, desde o século IX. A preparação do cálix, convenientemente feita pelo celebrante. O ato de vestir os paramentos com as orações próprias, para despertar os sentimentos de devoção pelas razões místicas aduzidas.

Para acender as velas começa-se do lado da Epístola pela que está próxima à cruz, e continua-se na mesma ordem. Para apagá-las observa-se a ordem inversa. Começa-se ao lado do Evangelho pela que está mais afastada da cruz.

ORDEM PARA ACENDER AS VELAS

6 5 4 + 1 2 3

ORDEM PARA APAGAR AS VELAS

1 2 3 + 6 5 4

REUS, PE. João Batista. Curso de Liturgia.

terça-feira, 28 de julho de 2009

The New Liturgical Movement

View Comments
Hoje acessando o famoso blog NLM, mantido por um grupo de sérias pessoas e reconhecida integridade, nos deparamos com algo que encheu de alegria a equipe do Salvem a Liturgia.

A Santa Missa, organizada via orkut e celebrada na Paróquia do Pe. Tiago (São Joaquim e Sant'Ana), estava em destaque no blog e com um comentário postado aqui no Salvem escrito pela Juliana Fragetti Ribeiro Lima.

Este fato é mais que um incentivo aos católicos brasileiros para que não pensem que lutam sozinhos por uma liturgia como ela realmente deve ser.

Agradecemos assim as constantes contribuições e comentários que auxiliam cada vez mais no aprimoramento do blog e na divulgação de seu conteúdo. Com este pequeno fato, fica evidente a responsabilidade do SL e de todos os que fazem parte deste apostolado.

Salvem a Liturgia! no The New Liturgical Movement

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Missa Tridentina? Não, é a missa nova

View Comments

Por Juliana Fragetti Ribeiro Lima

Dia 26 de Julho de 2009, 10h30 da manhã, região de Interlagos, zona sul de São Paulo – SP. Um local simples, humilde, periferia, havia todos os fatores que alguém possa elencar “com autoridade” para não celebrar em latim. Afinal, falam, somente pessoas cultas entenderiam o latim, etc. Nesse dia tivemos a prova cabal e concreta da falácia desse pseudo-argumento.

Em uma bela iniciativa pastoral, o Pe. Tiago Roney Sanxo, pároco da Igreja de S. Joaquim e Sta. Ana, se propôs a celebrar uma vez ao mês em latim. A princípio ele usará o rito romano reformado (pós-Vaticano II, ou o rito de Paulo VI). Pretende futuramente alternar entre as duas formas do rito romano (reformada e tridentina).

No dia dos padroeiros, ele fez a missa inaugural. Tendo ela sido celebrada pelo Pe. Renato Leite (padre diocesano de Sto. Amaro também) em latim e versus Deum - ou ad Orientem -, essa missa foi um primor litúrgico. Tendo o Kyriale cantado em canto gregoriano e diversas partes também (o Pai Nosso, as respostas ao sacerdote), ela primou pela beleza.

Essa missa teve tudo o que teria direito. Usando uma linda casula romana toda dourada, ele entra com uma comitiva de acólitos. O perfume do incenso toma toda a igreja. Vimos as leituras e a oração dos fiéis e após o Evangelho ser lido, fomos premiados com um lindo sermão sobre o valor do sofrimento. Algo raro hoje. Enquanto muitos (ou quase todos) querem regar um “evangelho” adocicado, o Pe. Renato teve o brio de não maquiar a real mensagem de Cristo.

Depois cantamos o Credo e começou a consagração. Foi usado o Cânon Romano (Oração Eucarística I). Após a consagração, teve lugar a comunhão. Todos comungaram de joelhos e na boca – antiga tradição da Igreja e jamais abandonada – em profunda reverência. Não houve profanações ali, ao contrário, viu-se ali um resgate da identidade litúrgica da Igreja.

Ah, mas e o argumento de que as pessoas não participam, que não entendem o latim, etc? Ficou provado que era falso. As pessoas amaram a missa, participaram sim. Porém participar não é igual a sair dançando. Que o Pe. Tiago seja muito abençoado nessa iniciativa dele para seus paroquianos, levando-os a conhecer a real tradição litúrgica da Igreja.

Vídeo da Oração Eucarística I (Cânon Romano):



Fotos:



















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...