Manchetes

Nosso Parceiro

segunda-feira, 21 de março de 2011

A Liturgia dos Pré-Santificados, o coração da Quaresma bizantina

Apresentamos um artigo de um autor convidado, Marcelo Wallace Paiva, membro da Igreja Ortodoxa Russa, que nos falará sobre essa liturgia tão típica da Quaresm em rito bizantino, comum a ortodoxos e católicos orientais (melquitas, ucranianos, ítalo-albaneses, gregos, rutenos etc).

A Liturgia dos Pré-Santificados, o coração da Quaresma bizantina
Por Marcelo Wallace Paiva,
Leigo da Igreja Ortodoxa Russa (Patriarcado de Moscou) e membro da Paróquia Ortodoxa Santa Zenaide, no Rio de Janeiro, RJ


A Liturgia dos Dons Pré-santificados pode ser caracterizada, sem exagero, como o coração, o centro dos serviços da Grande Quaresma. Em alguns manuscritos antigos dos livros do serviço, ela é conhecida como a "Liturgia da Grande quaresma."
De fato, é o serviço que melhor caracteriza este tempo sagrado do ano.

A essência deste serviço é revelado em seu próprio nome: é a "Liturgia dos Dons Pré-Santificados." Distingue-se da Liturgia de São Basílio, o Grande, e da Liturgia de São João Crisóstomo, em que a Eucaristia, a oferta e a santificação dos Dons ocorre nelas.

Durante esta "Liturgia da Grande Quaresma" são oferecidos os Santos Dons "pré-santificados", ou seja, já santificados com uma liturgia celebrada no dia anterior. Estes Santos dons são oferecidos a nós para que possamos ter a oportunidade de comungar delas e sermos santificados por eles.

Em outras palavras, a Liturgia dos Dons Pré-Santificados não é essencialmente uma "Liturgia" no sentido das liturgias de São João Crisóstomo e São Basílio, o Grande, mas sim um rito especial de Comunhão. Não é, pois, Missa, atualização do sacrifício.

Para entender por que este rito de Comunhão dos Santos Dons Pré-Santificados entrou em vigor, é preciso considerar sua história, pois suas raízes estão na antiga prática da Igreja.

Nos primeiros séculos da história cristã, os fiéis se aproximavam para receber os Santos Dons em cada Santa Liturgia. Era uma prática entre os fiéis, quando não havia nenhuma liturgia da semana, que ficariam privados de receber os Santos Dons até a celebração dominical.

Em razão disso, um rito especial de oração foi instituido dentro dos mosteiros: todos os monges oravam juntos antes da Comunhão, e depois, agradeciam a Deus, Que tinha que lhes permitido ser os communicantes dos Santos Mistérios. Tal rito era feito, quer depois das Vésperas, ou depois das horas (a Nona Hora cerca de 3h). Com o tempo, essa regra de oração assumiu a forma de um serviço, algo semelhante ao rito da Liturgia.

Assim, se desenvolveu o que hoje chamamos de "Ordem do Typica", existente na prática contemporânea, celebrada após a sexta e a nona horas.

O próprio nome "Típica" aponta para o fato de que, em certa medida este serviço tipifica a Liturgia. Neste sentido, ele é um precursor de nossa Liturgia dos Dons Pré-Santificados.

Durante a Grande Quaresma, a Divina Liturgia é celebrada somente aos sábados e domingos. A antiga prática da Igreja, confirmada nos cânones dos Conselhos, proíbe o serviço de liturgias em dias de semana durante a Grande Quaresma, na medida em que esses dias são inteiramente dedicados ao jejum e ao arrependimento. O serviço da Divina Liturgia, seria incompatível com o carácter triste de tais dias, pois a liturgia é um mistério pascal, uma festa da Igreja, cheios de alegria e júbilo espiritual.

Os fiéis do passado, recebiam a Comunhão, não só aos sábados e domingos, mas também pelo menos duas vezes durante a semana - às quartas e sextas-feiras. Assim, surgiu a pergunta: Como eles podem comungar fora da Liturgia? A resposta já tinha sido prevista: eles podem comungar dos Santos Dons santificados em uma das liturgias anteriores.

Nesses dias, o jejum significa abstinência completa de alimentos até o pôr do sol, e a comunhão dos Santos Dons era a coroa, ao final de um dia de Quaresma. Por essa razão, nesses dias de semana, a comunhão desses Dons ocorria depois das Vésperas.

O rito da Liturgia dos Dons Pré Santificados ocorre nas Vésperas, quando os Santos Dons Pré-Santificados são oferecidas, e as orações antes da comunhão são lidas.

A Comunhão se realiza, e é seguida pelas orações de agradecimento.

O serviço é imerso em sua especial "tristeza", tipica da Grande Quaresma. A mesa do altar e os vasos sagrados contendo os Santos Dons estão cobertos com paramentos de cor escura. As orações são lidas com um senso de humildade e ternura.

No seu todo, o serviço é marcado por um sentido especial de mistério.

Algumas fotos de uma Liturgia dos Pré-Santificados em uma igreja ortodoxa na Rússia:

























blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...