Manchetes

Nosso Parceiro

terça-feira, 30 de agosto de 2011

E as liturgias da JMJ 2013, no Rio?

Nas Missas celebradas pelo Papa na Jornada Mundial da Juventude de 2011 (JMJ 2011), recém encerrada em Madrid, Espanha, foram frequentes os hinos latinos, quer em gregoriano, quer em polifonia sacra de composição antiga ou recente. E mesmo os hinos populares foram todos de bom gosto.

Seguirá o Brasil, sediando o evento de 2013, no Rio de Janeiro, o bom exemplo deixado pelos espanhóis? Receberemos o Papa dando exemplo de obediência ao que ele próprio tem ensinado a respeito da liturgia?

Ou introduziremos o Santo Padre em celebrações com "Glórias piratas", com ausência de canto gregoriano, com desprezo prático pelo latim, com invencionices mil a título de uma pagã criatividade? Teremos paramentos dignos a oferecer ao Pontífice e a todos os celebrantes? Ou nos contentaremos com uma duvidosa arte supostamente popular?

E as Missas na forma extraordinária, que pulularam durante a JMJ 2011, provando que "Missa tridentina" não afasta os jovens coisa nenhuma, se repetirão aqui com sucesso e com liberdade, ou enfrentarão resistência a ponto de, se celebradas, o serem como se peça de museu ou artigo de curiosidade fossem?

Menos progressismo litúrgico, menos arqueologismo, "menos minimalismo" (sim, foi proposital), menos "liturgistas", e mais ortodoxia, mais tradição, mais "ritualismo" (de que nos acusam).

Temos pouco tempo até lá, e os leitores deste blog, muitos deles jovens que são, podem ser de fundamental importância para que assinalemos 2013 como um ano importantíssimo na ressacralização da liturgia em nossa Terra de Santa Cruz. E, como todos sabem, se salvarmos a liturgia, seremos salvos por ela.

blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...