Manchetes

Nosso Parceiro

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Christus Regnat! Christus Imperat! – texto sobre a Peregrinação de Cristo Rei

Texto da Juliana F. Ribeiro Lima, direto de seu blog Diligit Anima Mea:

Em um dia aguardado por muitos, planejado há meses, mais de 130 pessoas se uniram em uma linda demonstração de fé em Cristo e em Sua Igreja. O último domingo de outubro – caso do dia 30/10/2011 esse ano – é tradicionalmente consagrado no calendário litúrgico anterior à reforma litúrgica de 1970 à solenidade de Cristo Rei. Instituída por Pio XI para relembrar-nos o real sentido do senhorio de Cristo, o Seu reinado social, essa festa traz-nos lindas lições e implicações também.

Infelizmente o trajeto teve de ser alterado em cima da hora. Graças a comunas verduchos do IBAMA, que falaram que “não pode ninguém subir a pé” para o Cristo. Isso porque tudo tinha sido entregue 3 meses atrás, com oficio para o Ibama, para a capela do santuário do Cristo Redentor etc. O único meio foi tentar um “acordo” com eles, pra termos gratuidade nos ingressos do trenzinho, trenzinho esse bem meia boca aliás. Fica apergunta: quem gera receita ali é as pessoas que querem ver o Cristo, não o parque do IBAMA. Será que eles repassam algo pra Arquidiocese do Rio??? Tenho sérias duvidas. Bom, deixa eu voltar pra bênção que foi a peregrinação, né?? Afinal, esse era e é o motivo do texto, oras, haha...

Vieram pessoas de pelo menos 15 cidades, a saber: Guarapari - ES, São Paulo - SP , São José dos Campos - SP, Tubarão - SC, Caxias - RJ, Rio de Janeiro - RJ, Nova Iguaçú - RJ, Belo Horizonte - MG, Niterói - RJ, São Gonçalo - RJ, Volta Redonda - RJ, Campos - RJ, Tres Corações - MG e Bom Jesus do Itabapoana - RJ.

Imbuídos de um desejo de reafirmar esse senhorio de Nosso Senhor, esses 150 peregrinos, de diversos lugares do Brasil se uniram em peregrinação. Sairam do Alto da Boa Vista, de onde fomos até um trecho da floresta da Tijuca, de onde começaria realmente essa peregrinação. Monsenhor José de Matos Barbosa, Vigário Geral da Adm. Apostólica S. João Vianney, abençoou nossa peregrinação e guiou-nos até o corcovado, onde encontraríamos Pe. Anderson, da Arq. De Niterói e Pe. José Edilson de Lima, da mesma Adm. Apostólica.

Fomos todos cantando hinos e rezando o terço, sob a guia de Monsenhor. O dia estava quente, mas como não estava sol, foi menos difícil suportar o calor, muito embora estivesse  bem quente até cerca de 2, 3 da tarde. Mesmo assim todos fomos caminhando até o pé do Corcovado, onde chegamos entre 2 e 3 horas da tarde. Ao lá chegarmos, esperamos um pouco para todos conseguirem subir e podermos arrumar a capela para a Missa que teríamos. A missa foi no Rito de S. Pio V, hoje conhecido como a Forma Extraordinaria do Rito Romano.

Tivemos uma missa linda, onde ele começou pelo Asperges, lindo mesmo, nos purificando e nos preparando para a Santa Missa. Um coral muito bonito cantou toda a missa em Gregoriano. Eles foram heróis, já que foram cantar à capela. Lindíssimo. O sermão dele foi fenomenal, mostrando que nós como católicos devemos – ainda que à custa de nossa honra (o martírio moderno, como já disse o Papa...) – lutar pela supremacia de Cristo e de Sua Igreja. O reinado social de Nosso Senhor, explicou-nos ele, não é peça de enfeite pra achar bonitinho em discursos. Aquilo afeta a nossa vida hoje.

Vivemos em uma sociedade secularizada e paganizada. Como bem frisou o padre não existe sociedade neutra. Ou ela é a Cidade de Deus, como diz Sto. Agostinho, ou será a Cidade dos Homens e será dominada pelo Demônio. Mas que ela terá um senhor, seja Deus ou o Demônio é fato. E se a nossa sociedade rejeita Deus... Bom, queremos e cremos que essa peregrinação foi uma semente, a primeira de muitas como falou Padre Anderson, já nos convocando para o ano que vem.

Fotos da própria Juliana podem ser vistas aqui.

blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...