Manchetes

Nosso Parceiro

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Reforma da reforma e calendário litúrgico

Em algum momento, durante a reforma da reforma, rumo a uma unificação do rito romano, será preciso mexer na questão da duplicidade de calendários entre a forma ordinária e a extraordinária.

Penso que a incorporação de santos colocados no calendário pós-1962 seja importante, mas a base de um calendário romano único terá que beber nas fontes do rito tradicional. Tempo da Septuagésima, Oitava de Pentecostes, Quatro Têmporas e Rogações com datas específicas, santos antigos que foram removidos, Vigílias celebradas de fato no dia anterior (e não só na tarde do dia anterior, fazendo com que se percam, na prática), Cristo Rei no último Domingo de outubro, e o Tempo Comum chamado como sempre se chamou: Tempo depois da Epifania e Tempo depois de Pentecostes.

Também a retomada de uma vigília que se perdeu bem antes do atual rito de 1962, a Vigília de Todos os Santos (Halloween), deveria ser alvo de reflexões. Acho que é saudável, e o pode-se ler sobre essa vigília aqui.

E o leitor, o que pensa?
blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...