Manchetes

Nosso Parceiro

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Festa do Padroeiro da Administração Apostólica Pessoal de São João Maria Vianney


João Maria Batista Vianney, era de origem pobre e humilde, foi o quarto filho de Mateus e Maria Vianney. Nasceu pouco antes de irromper a Revolução Francesa em 08 de Maio de 1786 em uma pequena aldeia, Dardilly, que fica perto de Limonest, a dez quilômetros ao norte de Lyon, na França. Foi batizado no mesmo dia em que nasceu. No batismo recebeu o nome de João, ao qual acrescentou o de Maria por especial devoção à Maria Santíssima.

A Administração Apostólica é uma circunscrição, como uma diocese. Embora não seja uma diocese canonicamente falando, se equipara a uma, e tem à frente um Administrador Apostólico que a governa em nome do Santo Padre e está ligado diretamente a ele. Tem seminário, paróquias, associações de fiéis, institutos de vida consagrada, tribunal eclesiástico… Tudo que existe numa diocese há na Administração Apostólica tendo à frente esse Administrador Apostólico que a governa em nome do Santo Padre, o Papa.

Vejam abaixo algumas fotos da festa de São João Maria Vianney, padroeiro da Administração Apóstólica Pessoal S. João Maria Vianney:


Ecce Agnus Dei, ecce qui tollit peccáta mundi

O gesto de levantar a casula na hora da elevação origina-se da Idade Média, quando as caulas eram maiores (as do período românico frequentemente iam até os pés) e de tecidos mais pesados, por isso o diácono ou acólito erguia a lateral da casula do sacerdote nas incensações e a barra da casula na elevação das Sagradas Espécies.

Hanc Ígitur oblatiónem servitútis nostræ, sed et cunctæ famíliæ tuæ, quǽsumus, Dómine, ut placátus accípias: diésque nostros in tua pace dispónas, atque ab ætérna damnatióne nos éripi, et in electórum tuórum júbeas grege numerári. Per Christum Dóminum nostrum. Amém.

Oração

Espístola

Incenso para o Evangelho

Procissão para o Evangelho

O uso do véu pode ser considerado um sacramental. Segundo o Catecismo da Igreja Católica, “quase não há uso honesto de coisas materiais que não possa ser dirigido à finalidade de santificar o homem e louvar a Deus.” (§1670). O uso do sacramental não é essencial, portanto, à salvação, mas um auxílio. Exemplos de sacramentais são a água benta, medalhinhas, o escapulário.
O uso do véu não é expressamente ordenado, mas é recomendado como uma prática de piedade, caso a mulher se sinta chamada a isso.


Durante o canto do Glória


Ofertório

Porta Insígnias

São João Maria Vianney

blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...