Manchetes

Nosso Parceiro

sábado, 18 de abril de 2009

Mais fotos da Missa do Ordinariato Militar em Campinas, SP

A bagunça litúrgica que assola ao Brasil parece estar com os dias contados. Sinais de esperança surgem aqui e acolá.

No entanto, a maioria esmagadora de nossas paróquias continua a fazer celebrar Missas dessacralizadas, com bateção de palmas, ausência de sinais tradicionais, substituídos por outros, esdrúxulos, no mínimo, falta de incenso e de casula, desprezo pelo incenso e pelo canto gregoriano, teatrinhos, concepção de que a Missa é uma mera ceia religiosa...

E quando instigados alguns padres sobre as rubricas e normas litúrgicas, que proíbem suas peripécias e fantasias, logo opõe um falso argumento: "Estamos no Brasil e nossa cultura, mais alegre, precisa ser respeitada. Essas coisas previstas nos documentos servem para a Europa. O Papa não é brasileiro."

As fotos abaixo desmentem isso. O rito romano é o mesmo, seja na Itália, seja no Canadá, seja no Piauí e sua celebração deve marcar a unidade litúrgica para qualquer fiel ocidental, seja aqui, seja no Velho Mundo.

A solenidade, a sacralidade, a sobriedade devem ser observados também no Brasil. Nossa Igreja não é independente: somos católicos apostólicos romanos.

Cenas a seguir de cerimônias da Semana Santa, celebradas com todo o decoro e dignidade, e estrita obediência ao Missal, por um sacerdote incardinado no Ordinariado Militar do Brasil, em Campinas, SP. Na forma ordinária mesmo, e em vernáculo, mas em fiel observância do que manda a Igreja. Já noticiamos algo aqui.

Parabéns ao padre! Que mais Missas como essas se multipliquem na Terra de Santa Cruz.



















9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. O crucifixo do fundo é lindíssimo!

    O quanto ajuda a contemplar o Santo Sacrifício da Missa um sinal assim...

    Tem igrejas que eu vou e não sei para onde olhar em alguns momentos, hehehe.

    ResponderExcluir
  3. Sou Seminarista do Ordinariado Militar. Estudo no Seminário Mater Ecclesiae (da Congregação dos Legionários de CRISTO. Foi este sacerdote zeloso (o Padre João Batista) que me auxiliou no meu discernimento vocacional. Estava durante a Semana Santa ma Capelani Sto. Tomás de Aquino auxiliando o Padre João. Só tenho que agradecer a DEUS por ter sido tão providente. Como DEUS é bom!

    ResponderExcluir
  4. Prezados amigos do blog salvemaliturgia:

    Servi durante 5 anos na EsPCEx (escola do Exército onde está situada esta Capela)e sempre frequentei as Santas Missas celebradas nela. O Pe João Batista, Capelão Militar, sempre prezou pela correção litúrgica nas celebrações, posso afirmar categoricamente que ele é um modelo de cuidado e atenção à liturgia. Infelizmente, coisa difícil de se achar hoje em dia!
    Parabéns pela iniciativa de criação do blog.
    Desejo-lhes sucesso nesta empreitada!
    Siqueira

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que ainda existem "oásis" como este.
    Quem dera que a paróquia em que frequento fosse assim.

    ResponderExcluir
  6. A CAPELA SÃO TOMAS DE AQUINO TORNOU-SE O MEU LAR ESPIRITUAL DESDE QUE CONHEÇI O PE JOÃO BATISTA CADA VEZ MAIS AMOROSO, ZELOSO E UM VERDADEIRO SERVO FIEL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. QUE DEUS O CONSERVE ENTRE NÓS POR MUITO TEMPO.

    ResponderExcluir
  7. Pena que não posso ver as fotos aqui: o orkut é bloqueado e as fotos são "linkadas" do orkut :-(

    Abraços e fiquem com Deus,

    Léo

    ResponderExcluir
  8. Concordo plenamente, mas também se trata de graus de aprofundamento. Às vezes uma liturgia mais "simpática e moderna" tem o condão de salvar algumas almas que estariam perdidas totalmente.

    ResponderExcluir
  9. Sou um candidato ao diaconato permanente e passei a via Internet,conhecer mais um pouco sobre a Santa Igreja. Pelo que tenho lido, vejo-me como um tradicionalista, principalmente, no que diz respeito a Liturgia. Entendo muito pouco, mas defendo a Una Santa Católica Apostolica Romana, sem que se esqueça nossos dogmas e não haja "muita mistura" naquilo que é apresentado em nome de Deus. É preciso que não nos percamos em certas "justificativas".

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...