Manchetes

Nosso Parceiro

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Erros litúrgicos e sugestões para coibi-los - VI

Posições do corpo

As posições utilizadas na Missa refletem o estado que a alma do fiel deve ter no momento em que ela é utilizada. Mais do que atos externos e mecânicos, elas salientam a importância de determinadas partes da Missa e apontam ao fiel como deve se portar interiormente nelas.

Assim, a posição em que mais tempo ficamos durante a Missa é em pé. Ficamos em pé durante os Ritos Iniciais, na Seqüência, na Aclamação ao Evangelho e em sua Proclamação, na Profissão de Fé, na Oração Universal, e desde logo antes do “Orai, irmãos...” – durante o Ofertório – até a Epíclese ou a Consagração – conforme o costume –, desde a Aclamação que se segue ao “Eis o Mistério da Fé” até a Comunhão do Sacerdote, e da Oração depois da Comunhão até a Despedida. Ficamos sentados durante as leituras da Liturgia da Palavra, durante a Homilia, e durante o Ofertório. Podemos ficar sentados também enquanto outros fiéis estão na procissão para recepção da Comunhão, ou após comungarmos, na Ação de Graças. Ficamos, por fim, ajoelhados, na Consagração, e, onde for costume, também após receber a Santa Comunhão e no Ato Penitencial. É costume, outrossim, que os que não podem comungar, por qualquer motivo, ajoelhem-se para fazer um ato de comunhão espiritual, que, todavia, pode ser feito de pé ou mesmo sentado, ainda que o recomendável seja a primeira posição – de joelhos.

A genuflexão é um ato que consiste em dobrar apenas o joelho direito, encostando-o no chão – e não apenas fazendo uma espécie de “meia genuflexão”. O sacerdote faz tal gesto logo após a Consagração, uma vez depois de cada espécie (portanto, temos aí duas genuflexões). Também deve o celebrante genufletir antes de comungar (terceira genuflexão). Se houver sacrário no presbitério, o sacerdote e os ministros genufletem quando passarem por ele, no início e no fim da Missa, exceto o acólito que carrega a cruz processional, mas não durante a mesma. Os fiéis devem genufletir, durante e fora da Missa, sempre que passarem pelo sacrário, exceto se caminharem processionalmente; havendo apenas o altar sem o tabernáculo, faz-se a inclinação profunda – vênia.

Faça-se inclinação de cabeça aos nomes de Jesus, de Maria Santíssima e ao nomear conjuntamente as Pessoas da Trindade.

Na prática

1. Lembre o pároco ou o reitor da igreja que os fiéis devem genufletir ao entrar no templo, se houver sacrário (e fazer vênia ao altar, se não houver aquele).
2. É preciso reforçar que não basta uma inclinação dos leitores e demais ministros quando passam diante do sacrário (exceto quando caminham processionalmente). O costume, infelizmente disseminado, dos leitores apenas fazerem uma inclinação e não a genuflexão, havendo sacrário, seja banido!

6 comentários:

  1. Caro Dr Rafael Vitola
    A paz e bem de Cristo Jesus!
    Aproveito a oportunidade para parabenizá-lo pelo magnífico “Salve a Liturgia”. Com certeza nos trará, amantes da fiel liturgia, muitos ensinamentos profundos.
    Salve a Liturgua!!!!!!!!!!
    Já postei um comentário e esqueci de lhe dar os parabéns. Perdão!
    Faço o seguinte questionamento:
    Procurei em vários documentos da Santa Igreja, sem sucesso, prescrições acerca dos “Ministros extraordinários da comunhão”, no que diz respeito aos seus posicionamentos durante a celebração da Santa Eucaristia. É comum ver tais ministros fazendo parte do presbitério durante as celebrações (à retaguarda do celebrante), e a maioria deles, nem se quer ficam ajoelhados no momento da Consagração, permanecendo em pé, como se fossem celebrastes.
    Como devem proceder tais ministros como participantes de uma Celebração Eucarística?
    Paz e Bem!
    André Luiz

    ResponderExcluir
  2. André,

    Obrigado pela mensagem. Um dos tópicos de "erros litúrgicos" - acho que o primeiro - aborda o tema dos MECEs. Procure-o, por favor. As respostas estão todas lá.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  3. Aproveito a mensagem do André para parabenizar também! Esta sessão, de erros liturgicos e sugestões para coibi-los, pode tranquilamente, tornar-se um manual de mudança de postura na celebração da missa em muitas Igrejas! Obrigado aos membros deste apostolado, e podem ter certeza dos frutos, que em muitos casos vocês nem chegarão a ver, que a Igreja no Brasil irá colher!
    Sobre as posições do corpo, fiquei na dúvida na parte da Sequencia, de ficar em pé. É o canto, ocorrido após a segunda leitura nas missas da Páscoa, de Pentecostes e de Corpus Chisti?

    Sobre a inclinação de cabeça aos nomes de Jesus, de Maria Santíssima e ao nomear conjuntamente as Pessoas da Trindade, tenho a dúvida sobre fazer somente quanto é falado "Jesus Cristo", ou também "Cristo" ou "Jesus", isoladamente.
    Se no Creio se inicia com inclinação de cabeça no trecho" Jesus Cristo, seu único filho Nosso Senhor" e logo em seguida faz-se vênia no trecho "Que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, Nasceu da Virgem Maria"?
    Por fim, sempre fico na dúvida sobre quando se nomeia o nome das Pessoas da Trindade em conjunto: Seria no sinal da cruz, na finalização da oração da coleta e da oração após comunhão, na finalização da Doxologia final? Enfim, gostaria de saber um exemplo prático!

    Obrigado pela paciência! :)
    Danilo

    ResponderExcluir
  4. Caro Rafael, sei que a postagem é antiga, mas diga-me, por favor. As sequencias que você se refere na postagem são as sequencias que vem depois da Segunda leitura em algumas solenidades como Páscoa, Corpus Christi?

    Nossa posição nesses momentos, ou seja, em que as sequências são cantadas é em pé? E se não for incomodá-lo muito, onde encontro isso (documentos)?
    Abraço e parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Pax et Bonum !
    Uma duvida muito grande em minha paróquia é: quando se tem o tabernáculo e o Altar no presbitério,se faz a genuflexão... mas durante a missa os acólitos fazem apenas a vênia? e se fazem a vênia,fazem ao sacrário ou ao Altar?

    Victor Carlos.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia!
    Tenho a seguinte dúvida: Quando o coroinha cruza o presbitério passando entre o altar e o celebrante, deverá fazer vênia para qual dos dois?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...