Manchetes

Nosso Parceiro

terça-feira, 26 de maio de 2009

Missa celebrada pelo Mons. Henrique Soares da Costa, Bispo-Eleito Auxiliar de Aracaju, SE





10 comentários:

  1. Excelente este blog. Muitíssimo interessante! Gostaria de sugerir que vcs publicasse algo falando sobre o uso do barrete pelos sacerdotes.

    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  2. Ehhh! Mais um Bispo fiel a Tradição. Que Deus abençoe Dom Henrique Soares.

    ResponderExcluir
  3. Ehhh! Mais um Bispo fiel a Tradição! É isto mesmo Felipe, graças a Deus, já são vários Bispos.
    Veja na matéria abaixo o que o Bispo de Garanhuns, Pe (minha terra natal) Dom Fernando Guimarães, falou numa carta aos seus presbíteros, por ocasião da celebração da Quinta-Feira Santa. São ensinamentos verdadeiros.
    Conheço a diocese! Não foi ao acaso sua carta.
    Paz e Bem
    André Luiz


    http://www.presbiteros.com.br/index.php/a-eucaristia-na-vida-do-sacerdote/

    ResponderExcluir
  4. Estamos providenciando uma postagem sobre o uso do barrete e so solidéu por sacerdotes, diáconos e bispos.

    ResponderExcluir
  5. O que adianta defender uma liturgia ligada a tradição, se não corresponde a vida povo, a realidade do povo, a uma Igreja Povo de Deus, como afirma LUMEM GENTIUM... vocês precisam primeiro: se converter e ler os escritos do comcílio Vaticano II e uma nova atitude de escuta do Senhor presente na vida do povo. Se não suas liturgias não passara de verdadeiros teatros vazios...
    Marcelo Alves Pinto

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Caríssimo Marcelo, os documentos do Concílio Vaticano II de forma alguma se contrapõe a tradição litúrgica. Muito pelo contrário: eles incentivam a solenidade, e incentivam o próprio uso do latim (Sacrossanctum Concilium, n.36).

    É preciso tomar cuidado, para distinguir o que o Concílio REALMENTE DISSE daquilo que DIZEM QUE ELE DISSE.

    Quanto à questão pastoral que colocas, é uma preocupação que precisa caminhar lado-a-lado com a busca da excelência litúrgica (que, partindo de um amor apaixonado por Jesus Eucarístico, transborda TAMBÉM em esplendor, solenidade e arte...), e esses dois aspectos (excelência litúrgica e pastoralidade) devem ser confrontados com cada situação concreta.

    Por exemplo, o próprio Papa Bento XVI (ver livro "O sal da Terra"), reconhece que seria problemático hoje uma Liturgia celebrada ***exclusivamente*** em latim, ao mesmo tempo que ele incentiva o ensino do latim nos seminários e que os próprios fiéis saibam responder a Missa em latim (Sacramentum Caritatis, n.62).

    De fato, o processo de revalorização da tradição litúrgica, com todos os seus elementos, gestos, sinais e símbolos, é algo que leva tempo, exatamente por estarmos trabalhando em uma realidade concreta de um povo em meio à uma crise de fé e moral, e esse aspecto pastoral precisa ser levado em conta, como também estamos procurando fazer.

    Recomendo que leias a fantástica entrevista com Dom Antônio Keller, Bispo de Frederico Westphalem, que publicaremos aqui no blog em breve e onde ele fala magistralmente dessas questões litúrgicas e pastorais.

    ResponderExcluir
  9. Conheço bem Dom Henrique Soares da Costa. Ele teve a competencia de me mostrar a alegria do rosto de Cristo. Sou muito grato a ele pela riquesa da fé da Igreja pelo qual fui inserido.

    ResponderExcluir
  10. Que a vinda do epíscopo D.Henrique Soares da Costa,possa favorecer um crescimento litúrgico e doutrinal para a Província Eclesiástica de Aracaju.Seja bem-vindo!Que o amor do Pai e a ternura da Senhora Maria,a Imaculada Conceição estejam com Vossa Exelência Reverendíssima.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...