Manchetes

Nosso Parceiro

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Santa Missa dos Fiéis Defuntos na Forma Extraordinária na Canção Nova


[Canção Nova] "O cristão não teme a vida e nem a morte. O único medo que um cristão deve ter é o de ofender a Cristo". Estas foram palavras do Padre Demétrio Gomes, sacerdote da Arquidiocese de Niterói-RJ, durante a sua homilia na Santa Missa pelos fiéis defuntos celebrada na Forma Extraordinária do Rito Romano nesta sexta-feira, 02, na sede da Comunidade Canção Nova em Cachoeira Paulista-SP.
A Missa, no Rito Extraordinário, foi celebrada pela segunda vez na Canção Nova e contou com a participação dos membros da comunidade, sacerdotes e seminaristas. Em 2007 o Papa Bento XVI – através do Motu Proprio Summorum Pontificum – concedeu aos sacerdotes do Rito Latino a permissão para celebrar a Santa Missa segundo Missal Romano, editado pelo Papa João XXIII em 1962.
Vale lembrar que o Concilio Vaticano II nunca aboliu a missa em latim (língua oficial da Igreja), a posição do sacerdote voltado para Deus como o centro (e não ‘de costas para o povo’) e o canto gregoriano. Trata-se do mesmo sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo, porém celebrado em formas diferentes, como nos explica o documento da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei.
“(…) trata-se aqui de dois usos do único Rito Romano, que se põem um ao lado do outro. Ambas as formas são expressões da mesma lex orandi da Igreja. Pelo seu uso venerável e antigo a forma extraordinária deve ser conservada em devida honra”
“Hoje nós celebramos a memória do fiéis defuntos. Este é um tempo propício para rezarmos por aqueles que já partiram, pelas almas que estão no purgatório, mas é um tempo para pensarmos sobre a nossa morte, porque todos nós passaremos por ela, no entanto quem sabe viver a sua vida com Deus não tem medo da morte” disse padre Demétrio em sua homilia.
O sacerdote ainda ressaltou a importância de rezarmos para as almas do purgatório, pois estes irmãos contam com as as orações da Igreja militante. “Os que estão no purgatório estão felizes porque, apesar de estarem sofrendo com chamas de purificação, eles já garantiram o céu. No entanto, as almas do purgatório não podem fazer mais nada por si, a única coisa que fazem é esperar por nossas orações para que entrem na glória eterna. Um dias estas almas irão nos receber no céu por causa da nossa intercessão” salientou o sacerdote.

































blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...