Manchetes

Nosso Parceiro

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Sagração Episcopal de Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos ~ Garanhuns-PE




[Apostolus Christi] Aos onze dias do mês de junho do ano 2012 do nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo, teve lugar na casa de eventos Metroplaza, situada na cidade de Garanhuns-PE, uma Solene  Santa Missa Pontifical, na qual foi Sagrado Bispo da Santa Igreja o Excelentíssimo e Reverendíssimo Monsenhor José Luiz Gomes de Vasconcelos, nomeado bispo titular de Canápio e auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza-CE. Sendo o eleito, membro da Diocese de Garanhuns e ex-Reitor do Seminário Interdiocesano Nossa Senhora das Dores, da cidade de Caruaru-PE.

A Celebração teve como sagrante principal o bispo de Garanhuns sua Excª. Revmª. Dom Fernando Monteiro Guimarães. O primeiro co-sagrante foi sua Excª. Revmª. Dom Giovanni d'Aniello, arcebispo titular de Pæstum e Núncio Apostólico no Brasil. Já o bispo diocesano de Caruaru, Dom Bernardino Marchió, foi o segundo co-sagrante.

Concelebraram, os senhores bispos do Regional Nordeste 2 da CNBB, o bispo de Joinville-SC, Dom Irineu Roque Scherer, ex-pastor da Diocese de Granhuns, e o bispo emérito de Alagoinhas-BA, Dom Jaime Mota de Farias, filho da Diocese de Garanhuns. Além de vários padres, diáconos e seminaristas, religiosos e religiosas, da Diocese de Garanhuns e outras dioceses, inclusive da Diocese de Guarulhos-SP, onde Mons. José Luiz fez seus estudos de Filosofia e Teologia.

As 15:45h, o eleito chegou ao local da cerimônia acompanhado dos Excelentíssimos e Reverendíssimos Dom Giovanni d'Aniello e Dom Fernando Monteiro Guimarães, fazendo assim, a sua entrada solene de apresentação ao povo de Deus, ali reunido.

A Santa Missa de Ordenação teve início às 16:20h, com a procissão de entrada ao som da Marcha das Igreja, solenemente entoada pelo coral de seminaristas do Seminário Nossa Senhora das Dores.

As leituras escolhidas para a cerimônia realçavam o lema escolhido pelo eleito. A primeira leitura do livro de Ezequiel 34,1-11, comparava as atitudes do verdadeiro pastor com aquelas tomadas pelos mercenários. O Salmo Responsorial, foi o 22, que retrata Deus como o Verdadeiro Pastor de Seu rebanho. Já a segunda leitura dos Atos dos Apóstolos 11,21-26. 13, 1-3, retrata a vocação de São Barnabé, cuja memória comemorou-se no dia da celebração.

O Evangelho proclamado, foi João 21,15-19. O texto evangélico traz a passagem onde Jesus ordena a Pedro, após interrogá-lo por três vezes: "Pasce oves meas" (apascenta as minhas ovelhas). Passagem escolhida por Dom José como lema.

Após o canto do Veni Creator, que iniciou o rito de sagração, foi lida a bula de nomeação de Mons. José Luiz como bispo titular de Canápio e auxiliar de Fortaleza-CE. Em seguida, Dom Fernando Guimarães proferiu sua homilia, onde lembrou o papel do bispo na vida da Igreja, e externou sua alegria, pelo o eleito o ter escolhido como sagrante, sendo esta a sua primeira sagração, onde lhe foi incumbido o dever de transmitir a sucessão apostólica.

A cerimônia prosseguiu com a exortação proposta no Pontifical Romano, seguida da profissão de fé do eleito e de seu juramento de fidelidade.

Enquanto o Mons. José Luiz prostrava-se diante do altar, cantava-se a ladainha de todos santos, sendo esta seguida da imposição das mãos, feita pelo sagrante, co-sagrantes e demais prelados concelebrantes.

Como reza o ritual, durante a oração consecratória, proferida por Dom Fernando, dois diáconos seguraram sobre a cabeça do eleito o Evangeliário. Terminada a oração consecratória, a cabeça de Dom José foi ungida com o Santo Crisma.

Em seguida foi entregue a Dom José Luiz, o mesmo Livro dos Evangelhos que antes pousara sobre sua cabeça.

Procedeu-se também a entrega das insígnias episcopais: Anel, Mitra e Báculo Pastoral, com as respectivas orações de entrega, previstas no Pontifical Romano.

O Rito de Sagração foi encerrado com o ósculo da paz, dado entres os digníssimos epíscopos.

A Santa Missa prosseguiu como de costume, tendo sido rezado o Cânon Romano, a mais digna e solene, de beleza poético-teológica.

Após a oração pós-comunhão, o novo bispo, enquanto entoava-se o Te Deum, percorreu a assembleia dando a sua bênção.

Em seguida, procedeu-se a leitura da ata de ordenação feita pelo Mons. Alexandre de Melo Castanha Neto, chanceler do bispado.

Em seu discurso de agradecimento, Dom José Luiz lembrou de sua trajetória de vida, agradecendo a todos que fizeram parte de sua formação de fé, acadêmica, vocacional e pastoral. Externou também o desejo de passar a ser tratado por Dom Vasconcelos, em homenagem a seu pai falecido há pouco tempo. Dom Vasconcelos concluiu o discurso com uma oração, pedindo o auxilio de Cristo Bom Pastor para essa nova missão que lhe é confiada.

A Santa Missa encerrou-se com a benção dada em nome do Santo Padre pelo senhor Núncio Apostólico, Dom Giovanni d'Aniello.

Devemos dar especial atenção ao cuidado dado a liturgia pelo cerimonial litúrgico da Diocese de Garanhuns. Atenção esta que já é bastante sabida de todos, dado ao fato de Dom Fernando Guimarães ser muito zeloso pela ortodoxia da Igreja. Vale lembrar que além do arranjo beneditino sobre o altar, mostrado nas fotos, o bispo sagrante e o eleito usavam dalmáticas pontificais sob a casula. E o coral, formado por seminaristas, entoou com dignidade vários cantos em latim, inclusive o Pater Noster.







































blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...