Manchetes

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Vésperas Pontificais em Roma na Forma Extraordinária

View Comments
Nessa quinta-feira às 19:15 pelo horário de Roma, foram celebradas as vésperas pontificais na Igreja da Santíssima Trinità dei Pellegrini por Sua Excelência Dom Guido Pozzo, Secretário da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei que cuida da celebração da liturgia na sua forma extraordinária. A celebração foi a primeira da Peregrinação à Roma organizada pelo Coetus Internationalis Summorum Pontificum. O Bispo chegou à igreja, já repleta de fiéis alguns minutos antes da celebração, foi recebido pelo clero e  saudou os presentes e lhes comunicou a Indulgência plenária concedida a seus participantes pela penitenciaria apostólica. As I vésperas de São Rafael Arcanjo foram integralmente cantadas em gregoriano, ao magníficat sua excelência incensou o altar auxiliado pelos capistas.








































terça-feira, 21 de outubro de 2014

Beatificação do Papa Paulo VI e conclusão do Sínodo dos Bispos

View Comments
No último domingo, 19 de Outubro, o Papa Francisco celebrou a Missa na qual beatificou o Papa Paulo VI que foi pontífice romano entre os anos de 1963 a 1978. O rito de beatificação teve seu lugar entre o Ato Penitencial e o Canto do Gloria in Excelsis. O Papa ouviu sentado o pedido de Beatificação do Bispo de Brescia, diocese natal de Paulo VI e do postulador, sua biografia. A seguir Francisco, sentado e com a férula na mão esquerda, proclamou a fórmula de beatificação com a qual sob a sua "autoridade apostólica" inscreve-o entre os beatos e fixa sua festa no dia 26 de Setembro. Ao som de "Iubilate Deo" foi descoberta a tapeçaria com imagem do novo Beato e foi colocada no altar sua relíquia: uma camiseta ensanguentada quando o Pontífice foi esfaqueado no aeroporto de Manila nas Filipinas em 1970. Outras relíquias foram usadas durante a Santa Missa, como a casula que foi um presente a Paulo VI por ocasião de seu 80º aniversário, o cálice e a férula. O milagre aceito pela Congregação para a causa dos Santos no processo de beatificação foi a cura de uma criança diagnosticada com sérios problemas cerebrais ainda no ventre da mãe, que se recusou a abortar e rezou para Paulo VI. A criança nasceu saudável. A Missa também concluiu a assembleia do sínodo dos Bispos, instaurado pelo novo beato.

O Rito de Beatificação, bem como toda a Missa, foi celebrada em latim. Toda a liturgia apresentou grande solenidade, desde o altar ricamente decorado e munido de sete velas, até o uso de dois ambãos como é comum nas liturgias papais na praça São Pedro. Os cantos do ordinários foram retirados do Graduale Romanum, de Angelis, todavia enquanto às partes da assembleia permaneciam com o simples gregoriano o coro alternava entre este a polifonia. Provavelmente pela procedência do Beato, em vez das leituras tradicionalmente em espanhol e inglês, este último idioma deu lugar ao italiano. O Evangelho, foi solenemente cantado em latim, ao fim do qual o Papa abençoou ao assembleia reunida com o evangeliário. Na liturgia eucarística, optou-se pela Oração Eucarística III, na qual se fez particular menção ao Beato Paulo, omitindo-se o número. O Papa emérito Bento XVI concelebrou a Santa Missa, todavia manteve-se em seu lugar durante toda a celebração, onde foi cumprimentado pelo Papa Francisco antes do início da mesma.

A seguir algumas imagens exclusivas do Apostolado Salvem a Liurgia!


























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...