Manchetes

Nosso Parceiro

terça-feira, 24 de julho de 2012

Inspirado no Gregoriano




Um novo e precioso recurso musical litúrgico está disponível para os músicos católicos. Nós o devemos a um paranaense, o Lincoln Haas Hein. Que ele fez?

Lincoln está adaptando as melodias gregorianas para o Ordinário da Missa aos textos em português, e dividindo as partituras de suas adaptações com todos os músicos católicos na internet, em seu blog Inspirado no Gregoriano.

Qual é a importância disto?

Sabemos que o canto gregoriano é a música própria da Liturgia Romana. Não é a única música possível, mas podemos dizer que é sua "música nativa" - de modo que todos os outros tipos de música que ficam bem neste Rito possuem parentescos com o canto gregoriano. A polifonia sacra, também adequada à Liturgia, nasceu a partir das melodias gregorianas.

Por esta razão, o canto gregoriano deve ser sempre cultivado: em certos momentos, como continuidade; noutros momentos, como restauração. No momento atual, o leitor talvez não ache errado que eu diga que estamos na restauração. Embora o canto gregoriano tenha sido cultivado ininterruptamente em certos lugares, sabemos que os tipos de música quantitativamente predominantes no Rito Romano, atualmente, não têm nada de sacros.

A altíssima posição do canto gregoriano no culto divino não é capricho do autor deste texto, nem do Salvem a Liturgia: é o ensinamento de diversos papas e também do Concílio Vaticano II.

O que o Lincoln faz é muito importante, pois, adotando o vernáculo na Liturgia, repele a ideia de, com esse pretexto, criar uma música litúrgica de ruptura, e vai à fonte verdadeira: o canto gregoriano.

Melodias gregorianas com texto em vernáculo têm sido adaptadas em outras línguas também, e na internet encontramos, com grande facilidade, em inglês, mas também em francês, italiano e outras.

Operando esta "gregorianização" do vernáculo, podemos mantê-lo ao mesmo tempo em que se extirpa da Liturgia toda música de divertimento que em tantos lugares se utiliza durante o Santo Sacrifício, causando em nós perplexidade e dificultando a verdadeira participação na celebração dos mistérios.

Este recurso com que Lincoln presenteia os católicos de língua portuguesa é mais um passo fundamental no caminho da reforma da reforma, na recuperação da identidade católica, na dignificação da Liturgia.

O autor do texto corre o risco de se perder em tanto falatório, mas não se esquecerá do link: http://inspiradonogregoriano.blogspot.com.br/ - Lincoln nos dá explicações muito importantes na barra esquerda de seu blog. O caro leitor não deixe de visitá-lo.
blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...