Manchetes

domingo, 19 de dezembro de 2010

Sugestão para a Missa da Noite de Natal: canto ou recitação das Kalendas, em ambas as formas do rito romano

Na forma extraordinária, se canta após a hora de Prima, que foi suprimida na forma ordinária, restando, então, para o rito moderno, a opção de se usar as Kalendas combinadas com a Missa ou como cerimônia à parte.

O Papa João Paulo II fazia cantar as Kalendas no início da Missa. Bento XVI manteve o costume, mas mudou nas últimas Missas para antes da celebração, o que é também possível, dado que, em sentido estrito, as Kalendas são parte do Martirológio Romano.

É uma boa tradição litúrgica para se colocar em prática em nossas Missas.

Eis o texto, em português e latim, para a forma ordinária:

Em português:

Vinte e Cinco de Dezembro. Décima-nona Lua.

Tendo transcorrido muitos séculos desde a criação do mundo,

Quando no princípio Deus tinha criado o céu e a terra e tinha feito o Homem à sua imagem;

E muitos séculos de quando, depois do dilúvio, o Altíssimo tinha feito resplandecer o arco-íris, sinal da Aliança e da Paz;

Vinte e um séculos depois da partida de Abraão, nosso pai na fé, de Ur dos Caldeus;

Treze séculos depois da saída de Israel do Egito, sob a guia de Moisés;

Cerca de mil anos depois da unção de David como rei de Israel;

Na sexagésima quinta semana, segundo a profecia de Daniel;

Na época da centésima nonagésima quarta Olimpíada;

No ano setecentos e cinqüenta e dois da fundação da cidade de Roma;

No quadragésimo segundo ano do Império de César Otaviano Augusto;

Quando em todo o mundo reinava a paz, Jesus Cristo, Deus Eterno e Filho do Eterno Pai, querendo santificar o mundo com a sua vinda, tendo sido concebido por obra do Espírito Santo, tendo transcorrido nove meses, (aqui eleva-se a voz, e todos se ajoelham) nasce em Belém da Judeia da Virgem Maria, feito homem:

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo a natureza humana.

R. Graças a Deus.

Em latim:

Octavo Kalendas Ianuarii. Undevicesima Octava.

Innumeris transactis saeculis a creatione mundi,

Quando in principio Deus creavit caelum et terram et hominem formavit ad imaginem suam;

Per multis etiam saeculis, ex quo post diluvium Altissimus in nubibus arcum posuerat, signum foederis et pacis;

A migratione Abrahae, patris nostri in fide, de Ur Chaldaeorum saeculo vigesimo primo;

Ab egressu populi Israel de Ægypto, Moyse duce, saeculo decimo tertio;

Ab unctione David in regem, anno circiter milesimo;

Hebdomada sexagesima quinta, juxta Danielis prophetiam;

Olympiade centesima nonagesima quarta;

Ab Urbe condita anno septingentesimo quinquagesimo secundo;

Anno imperii Caesaris Octaviani Augusti quadragesimo secundo;

Toto Orbe in pace composito, Iesus Christus, aeternus Deus aeternique Patris Filius, mundum volens adventu suo piissimo consecrare, de Spiritu Sancto conceptus, novemque post conceptionem decursis mensibus (hic vox elevatur, et omnes genua flectunt), in Bethlehem Iudae nascitur ex Maria Virgine factus homo:

Nativitas Domini Nostri Iesu Christi secundum carnem.

R. Deo Gratias.

Para a forma extraordinária, o texto é ligeiramente distinto:

Octavo Kalendas Ianuarii.

Anno a creatione mundi, quando in principio Deus creavit cœlum et terram, quinquies millesimo centesimo nonagesimo nono:

A diluvio autem, anno bis millesimo nongentesimo quinquagesimo septimo: A nativitate Abrahæ, anno bis millesimo quintodecimo:

A Moyse et egressu populi Israël de Ægypto, anno millesimo quingentesimo decimo:

Ab unctione David in Regem, anno millesimo trigesimo secundo;

Hebdomada sexagesima quinta, iuxta Danielis prophetiam:

Olympiade centesima nonagesima quarta:

Ab urbe Roma condita, anno septingentesimo quinquagesimo secundo:

Anno Imperii Octaviani Augusti quadragesimo secundo, toto Orbe in pace composito, sexta mundi ætate, Iesus Christus æternus Deus, æternique Patris Filius, mundum volens adventu suo piissimo consecrare, de Spiritu Sancto conceptus, novemque post conceptionem decursis mensibus (hic vox elevatur, et omnes genua flectunt), in Bethlehem Iudæ nascitur ex Maria Virgine factus Homo.

R. Deo Gratias.

A melodia é a que segue (com texto da forma extraordinária, mas podendo ser usada, em latim ou português, para a forma ordinária):



UPDATE (24/12): Corrigimos a lua do Natal de 2010, após um comentário de um leitor nos alertando, o que passou por um lapso.
blog comments powered by Disqus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...