Manchetes

Nosso Parceiro

sexta-feira, 16 de abril de 2010

D. João Evangelista Kovas, OSB, sobre o amor pela liturgia como manifestação de sua oração mais profunda

O texto é antigo, e é tirado de uma entrevista de D. Kovas, OSB, prior do Mosteiro de São Bento (Abadia de Nossa Senhora da Assunção), em São Paulo, SP, dada a Zenit:

 

Antes de tudo, deve-se fazer da Sagrada Liturgia a sua oração pessoal mais profunda, depois ter grande apreço pela liturgia tal como ela é apresentada pela Igreja. A solenidade da liturgia depende em grande parte da sobriedade com que é celebrada. A mudança de rito ou o acréscimo de elementos estranhos à liturgia comum cria um ambiente de surpresas e concorre com o significado presente nos textos bíblicos lidos.

Com isso, prejudica-se o clima de oração e a devida atenção à Palavra proclamada. Por isso, é preciso aprender a rezar a liturgia em sua forma simples. Aos poucos vamos adentrando o mistério que se revela, somente, quando aceitamos estar ali presentes, adorando a Deus com suas próprias palavras.

Cada comunidade cristã é sumamente beneficiada, quando aprende a rezar bem a liturgia e ensinar isso aos mais jovens. O espírito dos dias de hoje, de inquietação, pressa e destempero, não pode tomar lugar naquele espaço privilegiado, no qual nos encontramos com nosso Deus. Devemos nos deixar transportar pelo Espírito de Deus, que suavemente e com poder nos conduz à salvação.

Um comentário:

  1. Caríssimo Rafael, peço-vos um favor: que faças um post sobre o Próprio da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus em latim, pois consigui, e meu Pároco vai celebrar na Forma Ordinária em latim e Versus Deum.
    Em Cristo, Jean.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...